Loading...

0

Nenhum produto no carrinho.

#meuLadoBasic - Priscila Borgonovi

26/08/2016 08:00

#MeuLadoBasic

Mulheres para as quais existimos

Priscila Borgonovi

Por Mariana Abreu Sodré

Passa um, oi! Era o sócio do marido. Passa outra, dá abraço apertado e convida para almoçar. Era uma amiga querida dos tempos em que as duas eram modelos. Uma terceira pessoa acena animada, lá da escada rolante. Outra passa e manda um beijo. Priscila Borgonovi retribui tudinho... e tudo acontece em 15 minutos. Relacionar-se com pessoas é o trabalho e a vida dela, que não divide as coisas, não.

É mãe enquanto trabalha e vice-versa. O lance dela é unidade. Look total. Com saia, nesta fase atual. Midi ou longa. Já foi body. É um pouco macacão. Tem movimento.

Até nas duas horas que reserva só para ela, todos os dias, Priscila é meio dos outros. É o momento da endorfina… e de mandar mensagens para os mais amados. Inclusive, cobrando a malhação. Ela cuida. “Sou dessas”, ela diria.

Priscila é solar. Diz que tem que fazer fotossíntese, “mas com um chapelão para proteger o rosto”, que é de uma beleza não óbvia. As mãos, ela conta, são de criança. Anel só sob encomenda. Se não escorrega pelos dedos, pelas mãos. Não rola. Não combina com ela. Que agarra. Tem vontade de felicidade. Em tudo.

Gata, já foi até confundida com Penélope Cruz em Nova York. A gente prefere ela.

Os básicos de Priscila

Quais são suas premissas básicas?

Ser feliz em tudo. Tem gente que pensa segmentado: feliz no trabalho, feliz com a família, feliz consigo, feliz com os amigos. Eu não. Eu quero tudo junto. E o tempo inteiro. Tenho que ser feliz sempre. Fato básico. Tenho essa vontadezinha de felicidade.

O que é básico pro seu dia a dia?

Duas horas do dia são minhas, só minhas, de manhã. Faço ginástica, cuido de mim. É imprescindível. E eu enlouqueço todo mundo também, sou aquela do grupo, sabe? Aproveito e vou mandando mensagens. Isso às 7 da manhã. Tem gente que acha que eu não durmo. Mas eu durmo, tá?!

O que é básico no seu estilo?

Eu decidi, já faz alguns anos, que não tenho mais idade e disposição para ficar desarrumada. Então, eu me monto todos os dias. Até porque fui criada por uma mãe, muito amada, mas que separava o armário entre “roupa de sair e roupa de ficar em casa”. Talvez por isso eu tenha misturado tudo.

O que é básico no seu guarda-roupa?

Trabalho muito com moda, então tenho muita coisa. Mas sou de épocas e vontades. Agora estou nas saias longas e midis.

O que é básico na sua biblioteca?

Amo o meu Kindle. Preenchi todo o questionário, então ele indica e eu aceito. Leio todo final de semana. Tenho alguns interesses: não-ficção, relatos pessoais, realidades distantes como as do Oriente e policiais reais. Preciso ler coisas que aconteceram. Tenho uma obsessão pelo Everest. Li tudo sobre o lugar e as expedições. Nunca fui para lá.

Que música é básica na sua formação afetiva?

Sabe que atualmente estou mais apegada à música, mas não sou musical. Gosto de MPB, de Secos e Molhados. Agora com o

Spotify – porque tudo é um aplicativo na nossa vida – sigo as pessoas e ouço as listas delas. Porque, se depender de mim, nunca terei uma playlist.

O que é básico para seguir em frente?

Caráter.

O que é básico para ser inteira?

Amigos, família, minhas coisas, minhas gavetas.

O que é básico pra você?

É isso tudo. A vida é fácil, a gente complica. A equação é muito simples, é levar as coisas na sua energia. Ser feliz é agora.

Deixe o seu comentário:





*Campos Obrigatórios

Compartilhe