Loading...

0

Nenhum produto no carrinho.

#meuLadoBasic - Chris Francini

17/10/2016 08:30

MeuLadoBasic

Mulheres para as quais existimos

Chris Francini

@chrisfrancini

por Mariana Abreu Sodré

Habitué das semanas de moda internacionais, Chris Francini acaba de chegar de um tour interessante... Alta costura em Paris? Não. Parque de diversões mesmo. “Meus filhos (Caterina, 13 e Stefano, 11) pediram uma rota de montanhas russas da Disney. E foi uma delícia, encarei todas, eu berro muito, adoro!”. A imagem de Chris em um vagão em pleno looping não se forma na imaginação. Especialmente considerando os 97 mil seguidores da consultora de moda e imagem, para quem os quais ela dá dicas de estilo e lifestyle, em um tom super elegante. Também estilista, com diplomas da Parsons e do Istituto Marangoni, Chris poderia ser dessas moças mais afetadas da moda, mas está no oposto: é uma divertida mulher da vida real. E chique à beça.

Quando quer se reconectar, diz que reza. Quando quer esvaziar a cabeça, apela para as séries, “quanto mais louca, mais ‘Criminal Minds’, gosto mais”, diz. “Não tenho essa coisa de ter que ir para a praia, para o campo, tenho mesmo que ficar com a minha família”. Gosta de ler biografias de músicos também, “porque tem moda, tem comportamento, cenas que não vivi, contexto político, tudo”. Adorou a do Ozzy Osbourne. Não há estereótipos que resistam à Chris...

É fascinada por moda e faz questão de estar sempre bem. Quando salta da cama, já se arruma. “Sempre”, ela frisa. Até para a montanha russa, para a ginástica que faz todo dia, para tudo. Entenda por isso looks adequados à personalidade dela e ao momento. Segue a mesma linha no trabalho. “Quando faço personal shopper, por exemplo, escolho aquilo que fecha em tudo: no desenho, no caimento, no preço, na qualidade, na personalidade do cliente, na vida dele, em momentos específicos”, conta. “Não é só escolher o que é bonitinho, mesmo”. Chris é exata. Mas com surpresas deliciosas no caminho.

Os básicos de Cris

Quais são suas premissas básicas?

Qualidade de vida, estar presente na minha família, ser dona do meu espaço, do meu tempo, do meu horário.

O que é básico pro seu dia a dia?

Se arrumar, com certeza.

O que é básico no seu estilo?

Sou sensual esportiva. Então, tem que ser confortável, tem que ser A.M / P.M, tem que ter uma informação de moda. Sempre tem alguma coisa de couro, um decote.

O que é básico no seu guarda-roupa?

Tênis branco é essencial. E sapatos flat. Calças e camisas confortáveis. E uma saia midi, que segue muito forte.

O que é básico na sua biblioteca?

Gosto de romance, de biografias. Acho que pelas biografias você entende muito as décadas. Na de Eric Clapton fui transportada para a cena rock dele. Gostei muito da do Tim Maia, do Ozzy... eu contava para os meus filhos, eles davam risada. Porque eu divido com a casa, sabe?

Que música é básica na sua formação afetiva?

Música marca períodos da vida. Hoje a minha filha e meu filho me apresentam às novidades. Tive a fase Lulu Santos na adolescência, que foi bem forte.

O que é básico para seguir em frente?

Acreditar que tudo vai dar certo. Esse é o meu lema.

O que é básico para ser inteira?

Confiança.

O que é básico pra você?

Abrir mão do que não é importante, do que é muito pequeno. Não brigo por muita coisa.

Deixe o seu comentário:





*Campos Obrigatórios

Compartilhe