Loading...

0

Nenhum produto no carrinho.

#MeuLadoBasic - Camilla Guebur

25/07/2017 20:27

#MeuLadoBasic

CAMILLA GUEBUR

Por Mariana Abreu Sodré

Camilla deu um tempo na arrumação das malas para falar com a Lado Basic por telefone. “Estou indo para Portugal amanhã, com a família”. Modelo do crew cool nacional do final dos anos 1990 (Cássia Avila, Mariana e Carolina Bittencourt, etc...), atriz de novelas, ela sempre gostou de viajar, a trabalho ou à diversão. Agora soma as duas motivações e registra suas experiências em seu canal do Youtube, o “Por Aí” (https://www.youtube.com/user/poraicomcamilla).

A ideia do programa veio de um empurrão, desses que só os amigos de verdade sabem (e podem) dar. “Uma noite, em meio a uma garrafa de vinho, meu melhor amigo me disse: ‘Camilla, para! Você está muito chata! Você só fala de rugas, de peso... e você é tão interessante. Por que não mostra o seu lado de verdade, o que realmente é você?”. Não demorou e o primeiro episódio estava na web. “Mas continuo experimentando todas as novidades estéticas, viu?”, diz ela e ri. Porque Camilla é divertida, destemida, autêntica. E linda.

Fez aulas de culinária no Oriente, sua nova paixão. “É também viajar para dentro”. Mas esqueça os extremos, o paranauê aqui é o equilíbrio. Quando faz as malas, Camilla fotografa todos os looks. “Para facilitar”. Afirma-se mais prática na vida e no vestir. Gosta de camisetas navy, de jaquetas, do “que é bom”, diz, e denota qualidade, corte, caimento, manufatura justa. “Já gastei muito com roupas, hoje faço escolhas mais conscientes”. Uma pausa e “estou chegando aos 40”. Pergunto, “e daí?”, e ela responde: “Ah, não entrei em crise. Veio uma ou outra preocupação, ideias novas… é meio clichê, mas com isso percebi que hoje me gosto mais do que quando tinha 20. Estou deixando acontecer, vivendo”.

Nessas de ser exatamente quem é, Camilla, certa vez, deu voltas com uma mala vazia no quarteirão da casa de praia da família, em São Francisco do Sul, Santa Catarina. Era noite de réveillon, ela tinha 16 anos. “Tinha lido na (revista) Capricho que essa simpatia daria sorte para quem tinha o desejo de conhecer o mundo”, conta e gargalha. “Muito bizarro, né? “. Talvez... mas, como você diz, “Se você não dá o seu 100%, nunca receberá 100%”.

Quais são suas premissas básicas?

Minha regra básica é não ter regras!

O que é básico no seu estilo?

Seja qual for o look, usar sempre uma bela bolsa.

O que é básico no seu guarda-roupa?
As diversas camisetas listradas navy. Tenho de todos os tamanhos, tecidos e etc. Amo!

O que é básico na sua biblioteca?

O livro “Um Defeito de Cor”, da Ana Maria Gonçalves. Retrata a história do Brasil pelos olhos de uma negra escrava. É forte, vivo e belo.

Que música é básica na sua formação afetiva?
O tango do filme “Perfume de Mulher”, “Por Una Cabeza”, de Carlos Gardel.

O que é básico para seguir em frente?

Buscar melhorar a convivência em sociedade. Sempre tento me colocar no lugar do outro antes de reagir.

O que é básico para ser inteira?

Fazer tudo com entrega. Se você não dá o seu 100%, nunca receberá 100%.

O que é básico pra você?

Minha taça de vinho no jantar. Basicamente necessário!

 

Deixe o seu comentário:





*Campos Obrigatórios

Compartilhe