Loading...

0

Nenhum produto no carrinho.

#MeuLadoBasic - Bia Perotti

06/07/2017 08:36

#MeuLadoBasic

BIA PEROTTI 

O irmão, confidente e conselheiro a chama de Bê, diminutivo de Bea, o apelido de infância. O pai, o norte e a razão, a chama de Beatriz. A mãe é quem ela sempre chama, em todos os momentos. E tem o namorado, o Fernando, o cara. 

Esse quarteto é quem ajuda a Bia a achar o seu lugar no mundo. Os verdadeiros “Achados de Bia”, alcunha do site e do instagram que fizeram a fama da jovem curadora de moda e personal shopper. Aos 30 anos, já é um fenômeno. Sucesso conquistado, agora ela pensa em autoconhecimento, propósito. “Estou em um momento de transformação”. Um exemplo? "Ser multitasking não é mais tão interessante para mim. Foi muito importante, mas hoje quero me aprofundar mais, estar mais presente nas minhas escolhas".

Bia sabe que tem um mundo dentro dela, outros tantos mundos pela frente. Explora todos e aprende com cada um. Não à toa, saias e vestidos estão entre suas vestes preferidas. Tem a ver com movimento, liberdade, com giros, ciclos e com a direção dos ventos. Quer saber para onde ela sopra? Só seguir por aqui...

Quais são suas premissas básicas?

Respeito e amor, comigo e com o próximo, positivismo, acreditar que tudo tem um porquê e que acontece pra gente evoluir. E, claro, fazer aquilo que me faz bem!

O que é básico pro seu dia a dia?

Minha rotina de manhã, um momento meu. Trabalho muito e nunca sei como vai ser meu dia e que horas vai terminar. Por isso gosto de acordar cedo e me dedicar às coisas que gosto, que são importantes: chá, meditação, rezar, fazer 10 minutinhos de yoga, ler duas páginas do livro do momento, planejar o dia. Sem isso o meu dia não rende e não consigo me concentrar e me organizar nas várias tarefas. 

O que é básico no seu estilo?

Não consigo sair de casa sem acessórios. De preferência os grandes, chamativos e coloridos que ajudam até a animar o dia, sabe? Posso estar toda monocromática em tons básicos, mas sempre vou colocar alguma peça diferente. Acho que virou já marca registrada!

O que é básico no seu guarda-roupa?

Vestidos e saias, sempre bem estampadas, muitos deles vintage. E minha coleção de bolsas e itens com os quais faço bijus, garimpados em várias feiras e vintage shops no mundo. Não ligo para bolsas de marca… Amo trazer itens únicos que ninguém vai ter igual e que vão me lembrar de alguma viagem ou ocasião.

O que é básico na sua biblioteca?

Leio muito sobre filosofias de vida como Kabbalah, Ayurveda, Espiritismo, Yoga. São temas que trazem equilíbrio à minha vida. Estou lendo agora “O Caminho da Autotransformação”, da Eva Pierrakos e amando! Sim, adoro uma auto-ajuda! E também os tradicionais “Outliers”, “O Poder do Agora”, essas técnicas de produtividade superfuncionam para mim. 

Que música é básica na sua formação afetiva?

Para mim a música marca memórias, fases da vida. Adoro indie, folk, rock… muitas que me lembram minha infância, minha família, uma viagem especial. Tem aquelas bandas “de sempre”, como Keane, Joni Mitchell, U2, The Killers, mas adoro descobrir novos artistas. Hoje tenho ouvido bastante Mumford and Sons, Florence and The Machine, Tom Odell e James Bay.

O que é básico para seguir em frente?

Fé. Você precisa ter algo em que acreditar. Não precisa ser religião, mas alguma filosofia de vida e ter a fé de que aquilo te faz uma pessoa melhor. Um guia mesmo, sabe? Isso nos motiva, nos faz sermos nossa melhor versão, em querer nos superar.

O que é básico para ser inteira?

Minha família, ser feliz, ter a sensação de que é sua melhor versão. Se sentir bem e fazer o bem, saber seus limites e o dos outros e respeitá-los. Ah, e viajar. Nada faz com que me sinta tão viva quanto viajar, conhecer novos lugares, novas pessoas, novos costumes. Amo muitooo!

O que é básico pra você?

Educação e respeito com todos.

Deixe o seu comentário:





*Campos Obrigatórios

Compartilhe